Uncategorized

Oi?

12/09/2011

Antes era a mulherada que era estúpida e grossa com os homens só porque eles falavam connosco. Eu fui muitas vezes, com medo de dar falsas esperanças, não se me coaduna com o carater, com medo do gajo não perceber, com pouca paciência para a insistência alheia, que não percebia um não indireto. Este povo que não se toca faz-me alguma confusão, sempre que não há o mínimo sinal, direto nem indireto, de segundas intenções, num sorriso, num gesto de simpatia. Um sorriso e uma palavra simpática são mesmo só isso. Ou boa educação, reconhecimento do outro, e tal. Coisas que as pessoas fazem, quando não vivem na selva, vá. Antes era a mulherada que se achava, por trauma, pelo que fosse. Agora parece que são os gajos, a pessoa é simpática e eles escrevem a dizer que são comprometidos. E não ouvi histórias destas uma nem duas vezes. Nem sequer das mesmas pessoas. Os gajos agora andam assim. ‘Tá bem que a mulherada anda atiradiça, tá bem que anda muita doida por aí, mas filhinho… Oi? Perguntei-te alguma coisa? Atirei-me pra cima de ti, tentei violar-te e não percebi, foi isso?

Anda uma carência de macheza no mundo ou é de mim? E de cavalheirismo? Sejam homens, pá!

Foto

You Might Also Like

error: Content is protected !!