Uncategorized

Pago em géneros

06/09/2011
Precisava de alguém que me sustentasse no luxo e na opulência, mas só assim, pra me sustentar no mais ou menos tou cá eu. Aos incautos, esclareço: luxo e opulência são livros, viagens e cinema, uns cursinhos que me nutram os caprichos, umas palestras aqui, uns workshops ali, uns cursos de extensão acolá, e uma roupita ou outra, que não sou nenhuma maltrapilha. Como sabeis, sinais exteriores de riqueza é coisa de novo rico, com um colarzinho de pérolas faço a festa. E alguém que cozinhasse, sou praticamente uma princesa, só me falta o título e o sangue azul… Mas lavo a louça. E, também já sabemos, não precisa de se preocupar com essas merdas mundanas da moda e dos vernizes, uma hora e meia uma vez por semana e resolvo isso. Talvez um ginásiozinho, só para ajudar a manter o corpitcho.


No luxo, na opulência e no vinho tinto, obviamente. E uma sangria de champanhe básica, que o tinto no verão dá-me dores de cabeça, as ressacas já me pesam e a frutinha sempre vai compensando os açúcares. Tudo bem?

You Might Also Like

error: Content is protected !!