Uncategorized

Pedrus e Paulus

21/03/2016

Sobre o estafado e pernicioso argumento: está na net, é público, fica à mercê da esquizofrenia de qualquer um. Publicaste, tens de te aguentar.

Gostava de saber que tipo de formação tiveram as alminhas que usam este argumento. Que tipo de educação, em que espécie de jaula foram criadas.

Este é o argumento típico de quem não assume responsabilidades pela sua própria neurose, esquizofrenia, loucura particular. Que acha que a culpa pelas barbaridades que deixa sair pela boca fora é de um desgraçado qualquer que ele nem conhece, apenas porque se atreveu a escrever um texto, com a sua visão da vida, do mundo e dele próprio, na net. É um povo que defende a liberdade de expressão com unhas e dentes, mas só aquela parte da liberdade em que ele se acha no direito de ser uma besta, não a parte que permite ao outro dizer o que bem lhe apetece sobre si e sobre a sua vida. E que, claro, se garante, achando que não se expõe. Como diria a Eliane Brum, o comentário ao meu artigo diz quase tudo sobre quem comenta e quase nada sobre quem o escreveu. Ou como diria Freud: quando Pedro me fala de Paulo sei mais de Pedro do que de Paulo.

You Might Also Like

error: Content is protected !!