Traduções de Artigos de Psicologia

Profecias que nos auto-preenchem nos relacionamentos*

24/06/2013
Uma profecia que nos auto-preenche é uma forte ideia, ou crença em alguma coisa, que se torna realidade, ou toma forma, como resultado da nossa crença de que iria tornar-se realidade. O sucesso dos nossos relacionamentos e da nossa felicidade sofre o enorme impacto das nossas atitudes em relação a eles. Aqui fica a forma como as profecias que nos auto-preenchem funcionam nos nossos relacionamentos:

· Pensar que não somos suficientemente bons: se acreditamos que não somos suficientemente bons para os nossos parceiros, iremos sempre encontrar razões pelas quais isso é verdade. Quando procuramos razões para sustentar a nossa teoria, vamos encontrá-las em todo o lado. A nossa falta de confiança irá aparecer todas as vezes que ele/ela falar com outra pessoa do sexo oposto e a nossa insegurança vai provavelmente conduzir à morte do relacionamento. Apesar do parceiro não pensar assim, a crença de que não somos bons o suficiente tem a capacidade de matar o relacionamento por agirmos de forma a provar que a outra pessoa é melhor que nós.

· Pensar que não merecemos ser felizes: a falta de autoestima e de autoconfiança traduz-se, em última instância, na crença de que não merecemos ser felizes nos nossos relacionamentos. Ao pensarmos assim, iremos procurar parceiros que não nos façam felizes ou sabotaremos,  como mecanismo de defesa, os que têm potencial para nos fazer felizes. Assim, acreditando que não merecemos ser felizes, as nossas ações vão garantir que nunca iremos ter essa hipótese.
· Pensar que o nosso parceiro é um falhado: se o que nos atraiu no nosso parceiro se perdeu e agora achamos que ele não é suficientemente bom para nós, iremos começar a ver isso em todos os lados. Os pequenos defeitos, que noutros tempos relevámos, irão tornar-se repentinamente gigantescos e óbvios, até chegarmos a um ponto em que não os vamos aguentar mais. Isto acontece frequentemente quando decidimos que queremos romper um relacionamento com alguém e, a partir desse momento, não conseguimos suportar a presença do outro.
· Acreditarmos que o nosso relacionamento é maravilhoso: nem todas as profecias que nos auto-preenchem são negativas. Neste caso, acreditar que temos um excelente relacionamento com um parceiro maravilhoso será frenquentemente verdade. A nossa atitude e visão positivas irão ajudar-nos a passar por cima de defeitos e a curtir o nosso parceiro por todas as suas excelentes qualidades, fazendo-nos sentir felizes e satisfeitos no nosso relacionamento. Uma boa atitude pode   ser suficiente para nos fazer felizes nos nossos relacionamentos.
· Pensarmos que vamos ficar sozinhos para sempre: é fácil que esta crença se torne verdadeira por simplesmente desistirmos de nós mesmos e pararmos de tentar. Acreditar que acabaremos sozinhos pode resultar numa verdade se pararmos de procurar amor.
· Pensarmos que somos indesejáveis: sentirmo-nos pessimamente em relação a nós mesmos traduz-se em emoções negativas nas quais outras pessoas irão pegar. Assim, acreditar que ninguém nos quer significa que provavelmente agimos de uma forma que garanta que ninguém irá nos querer. Se temos uma autoconfiança baixa, nunca conseguiremos ser divertidos, positivos, enérgicos ou qualquer outra coisa que as pessoas procuram num parceiro. Desta forma, acreditar que somos indesejáveis é uma profecia que nos auto-preenche e que provamos através das nossas atitudes e ações negativas.

*Via (tradução minha)

You Might Also Like

error: Content is protected !!