Uncategorized

Querido Tomás

06/07/2009

Ontem [aqui ainda é dia 6] fizeste 40 anos, lembrei-me de ti o dia todo e não foi porque passei parte dele no museu do futebol, que por sinal é demais, demais. Também não foi porque tenho um fraquinho por quarentões, que tu és um gajo casado e eu não me meto com gajos casados… Lembrei-me de ti porque me lembro sempre de ti, mesmo que a gente não fale durante meses, mesmo sem ouvir a tua voz. Lembro-me de ti sempre, com um carinho gigantesco, porque tu és um amigão. Um amigão que não julga, que não cobra, que aceita e gosta incondicionalmente. E não conheço muita gente assim, não conheço quase ninguém assim, com um coração desse tamanho, inteligente que só tu, humilde que só tu, generoso que só tu.

Um grande, grande beijo e muitas, muitas saudades,
I

You Might Also Like

error: Content is protected !!