Reviver o passado…

16/01/2012

Enfia-lo na gaveta, ele não faz parte das tuas memórias recentes, daquelas que escolhes lembrar-te. Porque não adianta, porque não deu certo duas vezes. Eis se não quando, numa trip ao passado, partilhas com uma amiga os causos da tua vida, ou pelo menos os mais marcantes, e afirmas coisas que não querias, coisas das quais já não te lembravas, coisas de miúdinha idiota e esperançosa. E chegas a casa e vais procurar sarna pra te coçar, encontras, pedes confirmação, rezando para que não se confirme, para que te ignore, e a resposta chega-te pelo correio virtual, rápido que só ele, e dás por ti a perceber que o passado não ficou lá atrás, quando o teu coração dispara com o nominho que vem no remetente e cujo conteúdo era o que mais temias. Sim, sou eu… E ficas a tremer, minutos e minutos a tremer… Esqueces que passaram mais de dez anos, esqueces que tu não és a mesma, esqueces que o outro também não. Esqueces tudo, quando as mãos insistem em tremer e o coração insiste em querer saltar-te da caixa, arriscando-se a ficar a pular cá fora, em cima da mesa. Cheio de esperanças vãs, cheio de siricuticos de adolescente, cheio de nervoso. E tu sabes, sabes que não vale a pena, sabes que já deu e não volta a dar, sabes que não vai rolar, que nem sequer vai resolver, mas o coração continua a cantar e as mãos a tremer…

A esperança, às vezes, é o que nos f*de…

  • RBM 15/01/2012 at 18:52

    Se não escolhemos quem e como e quando entra na nossa vida, muito mais dificilmente escolhemos quem e como e quando sai da nossa vida. Tudo se resume a isso.

  • Isa 15/01/2012 at 18:54

    Mas escolhemos cutucar ou não o passado… e a vida não é como nos filmes, há coisas que não se resolvem, há pessoas e casos da nossa vida que não se resolve. somethings, and some people, you just have to let go…

  • Isa 15/01/2012 at 19:02

    Ah, e eu acho que escolhemos sim, tudo é uma escolha, nem que seja inconsciente, nem que a nossa sombra ou o nosso self saibam, sem que a nossa persona ou o nosso ego tenham voto na matéria. eu acredito nisso, nem que seja pra resolver alguma coisa, nossa, sempre, sempre nossa

  • Anonymous 20/01/2012 at 17:36

    a escolha é sempre nossa.. e o que "nos" F&%$#" são as expectativas..
    PD

  • error: Content is protected !!