Livre

Scriptures

26/12/2014

Como já disse, uso muitas referências a escrever. E uma das coisas que se pode depreender do Message in a Bottle, por exemplo, é o peso enorme que tem em mim a minha educação católica. Mesmo os renegados, todos os portugueses, tenham ou não sido educados na religião católica, sentem a sua influência, no comportamento, uns por excesso outros por defeito. Caramba, a Nossa Senhora, em tese, apareceu aqui, em Portugal, isso tem influência no inconsciente coletivo dos portugueses, acredite-se ou não na lenda. É tão válida quanto a do D. Sebastião… E quanto mais rápido se mentalizarem disso, mais depressa se livram da prisão da razão e reconhecem o que é seu, herdado dessa educação, dessa sociedade, desse inconsciente coletivo, abraçando-o, em vez de o tentar chutar para longe, já sabemos o que acontece quando tentamos chutar para longe o que é nosso, o efeito é o de boomerang e a gente nem o vê, quando dá por ela, já nos acertou na testa…

As referências são mais que muitas, sem nunca ter lido a Bíblia na vida, só das missas a que fui. Mais uma coisa de que me apercebo ao rever a tradução do Message in a Bottle para inglês. Com a versão em espanhol não aconteceu tanto, porque os substantivos são muitas vezes parecidos. Já em inglês a coisa pia mais fino. Escrituras pode ser traduzido por scriptures ou por text, mantendo vaga a referência original, que quis que fosse subtil, às Escrituras da Bíblia. Perfeito, portanto.

Aconteça o que acontecer, o Message in a Bottle já não é meu, é do mundo, a experiência de o ver traduzido e o que isso me trouxe pessoalmente é incrível por si só. E agradeço mais uma vez às duas tradutoras, María e Christa, por tamanho presente.

You Might Also Like

error: Content is protected !!