Uncategorized

Sou Rokenroll e já não me lembrava II

15/06/2012
Há imensa gente que vem aqui parar por causa deste post. A busca no google que origina o tráfego pro eça é: Faísca. Hoje percebi porquê, e não tem nada a ver com o boneco preferido do Joãozinho. Só de saber que foi guitarrista da Rita Lee seria motivo suficiente. Mas hoje ouvi-o tocar, num tributo aos Dio, no Piu Piu, em São Paulo. Os dedos do Faísca deslizam pela guitarra de uma forma quase mágica, com uma suavidade e uma naturalidade que não são deste mundo. Além disso, ele extrai da guitarra sons que parecem vir de instrumentos variados, tipo violino, por exemplo. Fiquei fascinada. O João Cabeleira ao pé dele é um menino de coro. Sonzaço absurdo de bom. Vai além do racional, da técnica, do estudo, da experiência. Aquilo ali é alma, é self, é o mais autêntico que pode vir desse ser humano apelidado de Faísca. Não vi faísca a sair dos dedos dele, vi pureza, alma, entrega, prazer absoluto. E o som é bom, muito bom, sublime, como tudo o que vem do self, do nosso eu mais autêntico. Fãzaça, naturalmente.  

You Might Also Like

  • Anonymous 15/06/2012 at 16:41

    \m/
    <3

  • error: Content is protected !!