Traduções de Artigos de Psicologia

Tipos de amizade*

25/06/2013
Os amigos acrescentam maravilhas à nossa vida e ajudam a fazer de nós quem somos. Ao mesmo tempo que nenhuma amizade é igual, as amizades acabam por se resumir a temas comuns. Aqui ficam os principais tipos de amizade que temos na vida:
· Amizades de base comum: são o tipo de amizade que se forma quando temos algo em comum com outra pessoa. Talvez sejamos da mesma turma, colegas de trabalho ou ambos moremos no mesmo bairro. Há um elo ou uma situação comum nas nossas vidas que nos aproximou. Estas relações pegam nesse aspeto em comum e constroem uma amizade a partir daí. Às vezes, estas amizades vão além da base comum, outras vezes acabam quando a base comum se vai.
· Amizades com base em momentos semelhantes: estas amizades formam-se muitas vezes quando estamos na mesma fase da vida. Duas mães recentes podem tornar-se amigas por estarem na mesma fase. Ou dois estudantes universitários que partilham as mesmas experiências podem tornar-se amigos. Estas amizades podem durar anos ou desvanecer-se se uma das pessoas, ou ambas, seguir em frente para outras fases.
· Amigos de uma vida: estes são as almas gémeas das amizades. São pessoas com quem criámos um vínculo, por algum motivo, e das quais permanecemos amigos para sempre. São os amigos que não precisamos de ver todos os dias, ou de falar a toda a hora, mas com quem retomamos a conversa do ponto onde a deixámos da última vez que nos vimos. Os amigos de uma vida são difíceis de achar porque é um vínculo raro que estabelecemos, com base no qual a nossa amizade se pode sustentar, independentemente da fase em que cada um de nós estiver.
· Velhos amigos: são amigos da infância ou do passado. Podemos não estar perto deles na nossa vida atual mas olhamos para eles com carinho e teremos sempre um lugar para eles no nosso coração. Quando os encontramos, voltamos a memórias passadas mas não necessariamente retomamos o contacto e os trazemos para a nossa vida atual. Respeitamos o facto de termos tido um vínculo, mas conseguimos deixar a coisa no passado.
· Amigos ocasionais: colegas de turma, de trabalho etc. com quem nos damos bem na escola ou no trabalho, mas a nossa relação não vai além disso. Aproximamo-nos de pessoas em determinadas situações para tornar a nossa experiência de trabalho ou de estudo mais agradável, mas não tentamos estabelecer uma relação além disso. Gostamos do tempo que passámos com estas pessoas, mas não tentamos manter uma relação além da experiência que partilhámos e fica tudo bem quando um de nós segue em frente.

*Via (tradução minha)

You Might Also Like

  • Moleskine 26/06/2013 at 15:06

    dicas sugestivas:)

    • Isa 26/06/2013 at 15:50

      Nice, né? pelo menos evita que arranquemos os cabelos a perguntar-nos pq é que aquela pissoua desapareceu ;)

    error: Content is protected !!