Uncategorized

"Todas as cartas de Amor são ridículas*"

13/05/2010

Odeio quando ela me vem com esta conversa, “O Nirvana está em nós“…
Ela sabe que a minha alma é presa da mais livre loucura e me pede coerência. Incoerente é ela, porque quando resolvo abrir o meu coração, ela se fecha e me chama melodramático escandaloso!
Escandaloso… O escritor original, enquanto não está morto, é sempre escandaloso.
E lá vem ela com a conversa do Nirvana…
O que mata é a culpa, a raiva, o maldito superego.
Ela ri de mim, me chama de incoerente quando lhe escrevo que “O Amor é a asa veloz que Deus deu à alma para que ela voe até ao céu“. Só porque sou ateu! Burra… Não entende nada de literatura.
Que raio de nirvana é esse?
Me responde com a razão quando me permito sonhar um pouco.
Talvez seja esse o problema… Sonhar pouco…
Se sonhar um pouco é perigoso, a solução não é sonhar menos e sim sonhar mais.
Isa e Felipe

[As frases em itálico já existiam e foram nos dadas em cartões. Construímos, a 4 mãos, o texto à volta delas.]

*Álvaro de Campos [O título foi um acrescento…]

You Might Also Like

error: Content is protected !!