Traduções de Artigos de Psicologia

Top 10 dos erros de comunicação*

11/10/2013
Ninguém é um comunicador perfeito, especialmente quando as nossas emoções estão envolvidas. É fácil dizer a coisa errada, levar a mal ou assumir algo que leva rapidamente ao desacordo e aos sentimentos feridos. Aqui fica o top 10 dos erros de comunicação que cometemos e como evitá-los:
Não falar cara a cara: falar por mail ou sms é bom para conversas leves, mas jamais devemos ter conversas importantes por escrito. Quando não conseguimos ouvir o tom de voz da pessoa, como acontece via telefone ou pessoalmente, é muito fácil confundir o tom e levar algo a mal. Quando alguém diz: “‘tá bem” ou “seja” num sms é difícil dizer se é dito de forma tranquila ou fria. Há imensas subtilezas no nosso tom de voz que podem facilmente levar a conversa para uma direção ou outra, e que se perdem na comunicação por escrito. Da próxima vez que quiser ter uma conversa séria, certifique-se de que o faz pessoalmente.
Assumir que ele sabe o que você quer: o seu parceiro não lê mentes, se quiser que faça alguma coisa precisa de ser capaz de o dizer. Não é justo ficar furiosa ou amuar porque ele não conseguiu adivinhar do que você precisa ou quer dele. Não assuma que ele vai antecipar todas as suas necessidades, em vez disso, fale, e não haverá confusão.
Generalizar: evite generalizações enquanto fala, como: “nunca me ouves” ou “pões sempre as tuas necessidades à frente das minhas”. Raramente alguma coisa é “sempre” verdade e só faz com que o outro fique defensivo. Foque no assunto em causa e seja específico. Diga algo do género: “ontem à noite não me ouviste e isso incomodou-me a sério”.
Ser demasiado emocional: as emoções são bem vindas à conversa, mas precisa de conseguir controlá-las para poder ter uma conversa madura com hipóteses de chegar a algum lado. Se desata a chorar ao primeiro sinal de discussão ou confronto, basicamente impede que a conversa prossiga. Ou se explode, desata aos gritos ou perde a cabeça impede que a conversa prossiga. Aprenda a controlar as suas emoções para que a conversa continue e você tenha hipóteses de resolver a questão.
Pôr palavras na boca do outro: não projete o que pensa ou sente no seu parceiro, pondo palavras na boca dele. Não é justo assumir o que os outros pensam e acusá-los de sentirem algo que pode nem sequer existir. Se pensa alguma coisa e quer verbalizá-lo, certifique-se de que assume a responsabilidade por isso em vez de o projetar.
Não pensar antes de falar: dizer algo sem antes pensar sobre o assunto é a forma perfeita para se vir a arrepender, ofender alguém ou dizer algo que não queria. Considere o seu ouvinte e pense por um segundo para filtrar o que vai dizer por forma a eliminar palavras potencialmente ofensivas.
Fechar-se: não há oportunidade para qualquer conversa se você não deixar que aconteça. Se se fecha e se recusa a falar nunca será capaz de resolver assunto algum. As conversas podem por vezes ser dolorosas ou ansiosas, mas precisam acontecer para se poder seguir em frente. Recusar-se a falar sobre alguma coisa só vai fazê-lo ficar no mesmo lugar.
Timing errado: não tente ter uma conversa importante quando o seu parceiro se está a preparar para uma reunião, a ver a bola ou a sair de casa à pressa. Não é justo surpreender alguém quando está distraído e a conversa não corre como você queria a não ser que ambos consigam estar disponíveis e 100% atentos.
Remoer assuntos passados: não traga velhos ressentimentos ou outras discussões a cada vez que há uma discussão. Deixe o passado no passado e lide com o assunto em causa, ou a conversa irá tornar-se tão esgotante e complicada que nenhum de vocês irá lembrar-se sequer do que estavam a falar no início.
Não ser claro quanto ao resultado que pretende: quando pede ao seu parceiro que mude algumas coisas ou faça algo diferente, seja específico e faça-o saber do resultado que pretende atingir. Se não pedir exatamente o que quer não pode esperar obtê-lo. Faça-o saber que quer que algo específico mude ou aconteça para que ele não fique a tentar adivinhar se fez a coisa certa.

*Via

You Might Also Like

  • Paula_2700 milhas 11/10/2013 at 20:02

    Sábios conselhos!

    • Isa 11/10/2013 at 20:05

      ;)

    error: Content is protected !!