Uncategorized

‘Tou doente

25/03/2014

Em quatro anos de São Paulo, algum dia havia de ser. Gripe e das boas. Daquelas que não me termometroconsigo mexer. Devo ter tido febre, não me lembro da última vez que tinha tido febre. Ilvico só para me conseguir levantar da cama e ir lá abaixo enfiar uma sopa pelas goelas pra não ter de sair de casa. O bom de estar doente é que ainda dá pra emagrecer. Não tenho fome nenhuma.

Como passei o dia entre delírios febris e sonos leves, era só isso que conseguia fazer, deu para pensar um bocadinho, entre um gemido e outro. E os assuntos que me vieram à cabeça foi o Ribas e as minhas ancas.

O Ribas era meu vizinho, sou de Alvalade desde que nasci. Passava a vida nos Coruchéus a fumar ganzas, e os Censurados, tal como os mata ratos, os Peste e Sida e tais são todos do meu tempo. Vi-o várias vezes por lá e devemos em algum momento ter estado na mesma rodinha, não eu, que era uma betinha nesse tempo, mas amigos meus. O Ribas deixou-nos, o ícon do punk rock português, e talvez o Zé Pedro e o João Pedro Almendra, aka: o Autista, vocalista dos Peste e Sida, que era ainda mais meu vizinho, na Av. do Brasil. A mãe dele ainda hoje toma café no mesmo sítio que eu, agora não, não resistiu à crise, parece, e fechou. O Ribas, pá… Fiquei triste, ouvi imensas vezes a coxa e o é difícil ontem – letras de merda, mas guitarradas das boas -, antes de cair na cama com hipotremia. Foi aí que percebi que hoje já era, mas não pensei que fosse tão demolidor. Tenho imensa pena pelo Ribas, nem sabia que era dos Tara Perdida, Censurados até morrer, porque é sempre muito triste ver os nossos, da nossa geração, partir. Eu acho que o meu irmão ainda devia ter uma K7 de Ku de Judas…

Depois, na verdade foi ao mesmo tempo, veio a questão das ancas. Estou na cama há umas horas e já não tenho posição, dói-me tudo da gripe e dói-me tudo porque me dói tudo. A lombar, o coccis, as ancas, as ancas… Sem força nenhuma nas pernas, juro, dei por mim a pensar no pouco valor que lhes dou, às minhas pernas. Olha as pernas do Cristiano, por exemplo, valem uns milhões. Mas eu fico contente com as minhas, por acaso. Nós não damos valor à saúde até a perdermos, é como se nos fosse garantida…

You Might Also Like

  • D 25/03/2014 at 16:09

    Muitos líquidos, descanso e aproveite para pôr a leitura em dia.
    Boas melhoras e um beijinho. D

  • Isa 25/03/2014 at 17:08

    Leitura? se conseguisse manter os olhos abertos já não era mau. O dia de ontem foi passado com eles fechados, é sério, não me conseguia mesmo mexer. hj já tou melhorzinha, mas esta gripe é matadora…
    Obrigada, bjos

  • error: Content is protected !!