Prata

Vazios Emocionais

18/04/2015

Os comportamentos tradicionais, mais ou menos compulsivos – que aparentemente preenchem um vazio, mas que nos deixam mais vazios ainda, por estarmos a preenchê-los da forma que apenas os mascara, apesar de em alguns casos nos restituírem temporariamente o controlo que sentimos perder – têm origem numa fase específica da infância, que eventualmente determina o tipo de comportamento autodestrutivo que adotamos, e foram adotados na sequência de uma frustração, uma solicitação emocional nossa que não foi atendida, para preencher um vazio – uma carência de afeto, amor, atenção -, que, por ser emocional, não pode ser verdadeiramente preenchido com algo externo a nós.

Aqui ficam alguns exemplos desses comportamentos, que, desde que excessivos e algo a que recorremos com frequência, se tornam autodestrutivos e implicam sempre uma tentativa de preencher um vazio emocional:

You need to be logged in to view the rest of the content. Por favor . Ainda não está registado? Associe-se!

You Might Also Like

error: Content is protected !!