Uncategorized

You have the right to remain silent…*

12/12/2012

A necessidade de aceitação não implica subjugação. Ser-se quem se é implica auto-controlo, já que há necessidades que se prendem com o mundo externo e suas regras, com a convivência com os demais seres da nossa espécie, os que valem a pena, bem entendido, sendo que o que vale a pena é o que contribui para a nossa construção, jamais o que encerra apenas a destruição do outro, para nossa sobrevalorização. No entanto, o limite a impor é, sempre, aquele que estabelece a fronteira entre o que é meramente do outro, da sua experiência e da sua alçada, e o que trespassa a fronteira do respeito e do livre arbítrio de cada um. Do que cada um escolhe, precisa, quer viver. Do kairos de cada um…


*anything u say can and will be used against u when u least expect it

You Might Also Like

error: Content is protected !!