Conspiracionistas, esses tontinhos.

18/10/2021

Itália vai exigir passaporte sanitário para trabalhar. Como em qualquer ditadura, “mostre-me os papéis para poder circular”.

Enquanto isso, na Austrália, o tubo de ensaio para o mundo, a ditadura sanitária é oficial:

If you are not fully vaccinated

If you are not fully vaccinated, you can only visit critical retail premises. These are:

  • supermarkets
  • grocery stores
  • shops that mainly sell food or drinks, like butchers, bakeries, fruit and vegetable shops, and delicatessens
  • kiosks
  • petrol stations
  • banks and financial institutions
  • hardware and building supplies
  • landscaping material supplies
  • rural supplies
  • shops that mainly sell:
    • pet supplies
    • newspapers, magazines or stationary (for example, newsagents)
    • office supplies
    • maternity or baby supplies
    • medical or pharmaceutical supplies (for example, chemists)
    • alcohol (for example, liquor stores)
  • post offices
  • garden centres and plant nurseries
  • vehicle hire businesses but not businesses that sell vehicles
  • shops that mainly carry out repairs of mobile phones
  • laundromats and drycleaners.

Ler Mais…

Gabor: adição e trauma

06/10/2021

Gabor é o maior a falar sobre adição. Nesta conversa com Russel Brand, que aprendi a respeitar imenso, supera-se. Não só a voz continua muito agradável de se ouvir, tudo o que diz ser digno de um verdadeiro sábio, mas, acima de tudo, o que revela sobre a relação entre adição, artistas, criativos (músicos, escritores…) e sensibilidade.

“The more sensitive you are, the more creative you are going to be; and the more sensitive you are the more you’re gonna suffer as well, because you’ll feel the pain more. Therefore, the more you’ll feel the need to escape. And that escape from pain is what drives addictions”. 

E sobre o trauma. Sem vitimismos.

Quanto mais ignoramos e negamos o trauma, mais o perpetuamos e o impomos aos outros, para que também o experienciem.

Por esse ser o mundo que conhecemos, emocionalmente, pelo menos.

Reconhecer o trauma e o que fazer com ele, assumindo responsabilidade pela nossa vida. Não somos o que fizeram de nós, mas o que fizemos com o que fizeram de nós.

“Quanto mais reprimidos, mais recompensados são pela sociedade, que lhes atribui mais e mais poder. Esse é o sinal de uma sociedade traumatizada”.

Trump, Hilary, Obama, Thatcher, Blaire.

Esquizofrenia

06/10/2021

Deve ser a mesma esquizofrenia que se acomete do nosso cérebro quando estamos apaixonados.

Só vemos o que queremos.

Isso ou grande parte do mundo ficou com cérebro de mulher, que faz e aceita qualquer coisa para obter a sensação de ligação…

Não que não vejamos, apenas não conseguimos agir com propriedade e convicção suficientes, no sentido de travar comportamentos abusivos, prepotentes, descompensados.

Quando a sensação de ligação, conexão, relação, se baseia em toxicidade, está na hora de cuidar dessa parte que aceita estar numa relação da qual é refém.

*Esta entrevista é de Março de 2010.

error: Content is protected !!